Clique ao lado para visualizar o sumário da nova CONTINENTE.

Edição #193

Janeiro 17

Nesta edição

100 Anos Samba

Em janeiro de 1917 foi lançada no Brasil uma composição que contrastava com o clima bélico vivido por um globo em plena 1ª Guerra Mundial, Pelo telefone, considerada a primeira gravação registrada como “samba”. A história assinala dois autores: o sambista Donga e o jornalista Mauro de Almeida. Mas nem a sua primazia na história do samba nem esta dupla autoria são consensos. Alguns pesquisadores apontam “sambas” anteriores, outros dizem que Pelo telefone é fruto de criação coletiva, para a qual contribuíram João da Mata, Hilário Jovino Ferreira, João da Baiana, Pixinguinha e Tia Ciata, mãe de santo que reunia no seu terreiro memoráveis rodas de samba.

Polêmicas à parte, Pelo telefone, sucesso do Carnaval daquele ano, foi um marco ao estabelecer o samba como gênero, que, a partir dali, passaria por diversas transformações: samba de roda, samba de partido-alto, sambaenredo, samba-canção, samba-exaltação, de breque, de gafieira, bossa nova, samba rock, pagode… Essas mudanças e criações de subgêneros, ao longo de seus 100 anos de existência, envolveram acontecimentos políticos e sociais, que foram abordados na reportagem de capa desta edição.

Nascido dos batuques africanos, com o lundu e, depois, com o maxixe, nos terreiros de candomblé, o samba sofreu preconceito - porque era feito por negros, na recente abolição da escravidão - e duras perseguições policiais. Porém, acabou se tornando uma das principais manifestações culturais do Brasil, símbolo nacional e um negócio que gera críticas, mas também empregos diretos e indiretos nas áreas de entretenimento e turismo.

Embora haja empresários lucrando com o gênero, desde que o samba é samba, é assim: o garfo ritmando no prato de João da Baiana, a disputa entre Noel e Wilson Batista, o ritmo de Geraldo Pereira, Cartola de verde e rosa, o ziriguidum da bateria na quadra da escola, o sacundin de Jorge Ben, o bim bom de João Gilberto, a alegria da Marrom, Clara Nunes, Clementina de Jesus, Dona Ivone Lara, a caixa de fósforo de Adoniran, o violão de Nelson Cavaquinho, a elegância de Paulinho da Viola, o equilíbrio do mestre-sala, o braço erguido de Beth Carvalho, a voz do morro, o rei do terreiro, a tristeza que balança, o manto azul e branco da Portela desfilando triunfal sobre o altar do Carnaval.

Leia

Publicidade

Sumário

Culinária vegana

Adeptos do veganismo têm mostrado que é possível, sim, criar pratos e receitas com sabor

Minorias

Safra de filmes norte-americanos com estreia em 2017 traz personagens não brancos em destaque

Ronaldo Correia de Brito

Sobre labirintos, trevas e portas

Frank Miller

Por Rodrigo Gafa

Júlia Hansen

A poeta fala de seu último livro, da sua relação com a astrologia e a ayahuasca

Sexualidade

As tecnologias e os aplicativos de relacionamento têm possibilitado novas formas de conexão

Sexualidade

Atuando como extensão narcísica de corpos e desejos, dispositivos mudam o estatuto da imagem

Sexualidade

Psicóloga Marina Pinheiro partilha sua percepção sobre sexo, relacionamento e conexão extrema

Sexualidade

Lógica dos sites de relacionamento avança quando permite autonomia na busca dos parceiros

Samba

Há 100 anos, gênero musical enfrentou violência e preconceito até se tornar símbolo nacional

Samba

Escritor fala sobre a relação do centenário do gênero com os acontecimentos políticos do pa

Samba

Pesquisador percorre núcleos de povoamentos no Nordeste em busca de reminiscências do samba

José Luiz Passos

Em "O marechal de costas", o autor cria uma ficção cujo protagonista é Floriano Peixoto

José Cláudio

Salve farinha

Calu Fontes

Aplicado em objetos do dia a dia, desenho da artista traz referência da natureza e do esotérico

Caboclinho

Manifestação popular de Pernambuco tornou-se Patrimônio Cultural e Imaterial do Brasil

Malta

Arquipélago alia história e arquitetura a praias paradisíacas banhadas pelo Mediterrâneo

Revolução de 1817

Exposição reúne obras feitas por 12 artistas sobre o episódio que completa 200 anos