Clique ao lado para visualizar o sumário da nova CONTINENTE.

Edição #127

Julho 11

Nesta edição

Os Reis do Riso

Em A era do vazio, o filósofo francês Gilles Lipovetsky definiu o conceito de “sociedade humorística”. Para ele, o humor, hoje, está espalhado em todos os lugares: nos meios de comunicação, nos esportes, na internet, no teatro, na publicidade, no cinema e até em espaços reservados à seriedade, como a Igreja. Este mês, o humor também tomou as páginas da Continente.

O jornalista Gilson Oliveira traçou um panorama do riso ao longo da história, mostrando que, em alguns momentos, ele foi reprimido e como, atualmente, chega a ter valor econômico. O historiador francês Georges Minois, autor de História do riso e do escárnio, acredita que, por ter se transformado num bem de consumo, o humor está em perigo, pois sua comercialização pode matar sua verdadeira essência. O recorte histórico trazido pelo jornalista é complementado por artigos de Daniel Kuppermann, que aborda o tema à luz da Psicanálise; Antonio Clériston de Andrade, que trata da relação entre riso e linguagem, através do uso do sarcasmo, da ironia e paródia; e de um depoimento do cartunista Miguel, que tem o humor como ferramenta fundamental do seu trabalho.

Seguindo a trilha aberta pela temática, a revista tomou como referência um concurso humorístico realizado pela The New Yorker, para lançar um na mesma linha. A cada mês, disponibilizaremos em nosso site um desenho de humor sem texto, para que os internautas atribuam uma legenda a ele. As melhores serão premiadas e o primeiro lugar terá seu texto publicado na edição seguinte da revista. As informações já estão disponíveis em nosso site: www.revistacontinente.com.br.

Ainda marcando as comemorações dos 10 anos da revista, completados em janeiro, promovemos o Festival Liszt/Mendelssohn, que tem patrocínio da Companhia Editora de Pernambuco (Cepe) e da Chesf, com direção artística da pianista Elyanna Caldas. Entre 21 de julho e 30 de agosto, o público poderá assistir a uma série de concertos em homenagem a esses dois compositores. Liszt, cujo bicentenário de nascimento se comemora este ano, é assunto de reportagem especial desta edição, composta por textos de Carlos Eduardo Amaral e Leonardo Martinelli.

Leia

Publicidade

Destaques

Sumário