Clique ao lado para visualizar o sumário da nova CONTINENTE.

Edição #252

Dezembro 21

Nesta edição

Ingrid Silva como farol

Com Ingrid Silva, encerramos este ano, no qual levamos para várias de nossas capas entrevistas com personalidades que trazem contribuições substanciais à cultura a partir de suas atuações. A bailarina carioca simboliza um Brasil que nos dá orgulho, por representar pessoas que conseguiram ultrapassar todas as adversidades geradas pelo próprio país e alcançar patamares pessoais e profissionais que nos lembram clichês felizes como “um lugar ao Sol” e “vencer na vida”. Nesta conversa com a nossa repórter especial Débora Nascimento, a primeira bailarina do Dance Theatre of Harlem (Nova York) destrincha assuntos narrados na autobiografia A sapatilha que mudou meu mundo, tais como ansiedade, racismo, competição, perfeccionismo e superação.

Também nesta edição, publicamos uma reportagem sobre outro Brasil, que está longe de nos orgulhar. Ao contrário, nos envergonha, entristece, enraivece. O Brasil que provoca, permite, agrava e perpetua a fome. E não a fome “apenas” individual de alguns poucos cidadãos. É a insegurança alimentar de metade do país, incluindo 19 milhões de seres humanos que simplesmente não têm o que comer. Na matéria, também realizada por Débora, trazemos um panorama da situação, suas causas, possíveis soluções, além de análises de especialistas e os relatos de quem enfrenta diariamente esse mal.

Esses dois materiais jornalísticos são as faces solar e sombria de um mesmo país.

Assim como trazemos Ingrid como farol e esperança, também damos conclusão a um ano de comemorações aos 20 anos da revista Continente, que iniciamos em janeiro, sob as restrições da pandemia, ainda em curso. Desde aquela edição e nesta também, oferecemos de presente ao público que nos acompanha pôsteres realizados especialmente para a revista por artistas de diferentes estilos e linguagens.

Neste dezembro, além do pôster, contamos com uma edição especial, a revista Na estrada com o Som na Rural, uma aventura indo e voltando, resultado de uma parceria entre nós, da Continente, e a equipe do Som na Rural, pela qual, em 2019, seguimos viagem por várias cidades pernambucanas em que a Rural registrou manifestações artísticas de Pernambuco com fins de realizar documentários. Acompanhe essa viagem, lendo a publicação que é oferecida como um presente para todos nós, amantes e fazedores de cultura.

Desejamos uma ótima leitura e um 2022 de melhores dias para todos nós!

Nossa capa: foto Angela Zaremba/Divulgação.

Leia

Publicidade

Destaques

Sumário