Clique ao lado para visualizar o sumário da nova CONTINENTE.

A Revista

Seja bem-vind@ à Continente! Somos uma revista de cultura com periodicidade mensal, produzida em Pernambuco desde 2000. Nossa edição piloto, de número zero, veio ao mundo em dezembro do mesmo ano, estampando na capa um especial sobre a pintura de João Câmara. Nascemos com este século, fora do eixo Rio-São Paulo e nos orgulhamos de fazer parte das publicações brasileiras que vêm resistindo às oscilações editoriais do país, sem perder o foco na excelência de um conteúdo que extrapola as fronteiras pernambucanas, oferecendo aos leitores um contraponto à maré do imediatismo jornalístico que nos dispersa todos os dias.

Disponível atualmente nas versões impressa, digital (para tablets e celulares) e online, a Continente é uma publicação contemporânea, que acompanha as transformações da cultura, da arte e do próprio jornalismo, galgando seu compromisso com o adensamento de pautas que levem ao pensamento crítico e reflexivo. Não por acaso, vem se destacando por sua qualidade ao longo desses quase 20 anos.

Já entrevistamos nomes como Alceu Valença, Francisco Brennand, Gil Vicente, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Cacá Diegues, Giulia Gam, José Saramago, Woody Allen, João Moreira Salles, Fernanda Montenegro, Raquel Rolnik, Geraldine Chaplin, David Harvey, Camille de Toledo, e publicamos especiais sobre HIV, silêncio, gordofobia, ciberterror, refugiados no Brasil, luta indígena, militância LGBT, amor, humor, felicidade, ciganos, cicloativismo, street art, arte e loucura, kitsch. Falamos sobre o cinema pernambucano contemporâneo, sobre o legado da arteterapeuta Nise da Silveira, os novos museus, o centenário do samba. Falamos de cultura popular, cinema, música, artes visuais, gastronomia, literatura, teatro, dança, ópera.

Produzida pela Companhia Editora de Pernambuco (Cepe), a Continente é uma revista pernambucana de cultura, com os pés fincados por essas bandas, mas com o olhar no horizonte. Aqui, a cultura é abordada no sentido amplo, diverso e complexo da palavra, esta mesma que nos atravessa em diferentes mapas e direções.

 

PERCURSO
Desde que foi criada, a revista já passou por algumas mudanças, fazendo jus a um dos princípios que mobilizaram a sua criação em 2000: o de ser “um veículo de ideias em movimento”, como anunciava seu primeiro editorial. Em 2009, para marcar a edição de número 100, suas páginas chegaram aos leitores renovadas, após passarem por um minucioso redesenho gráfico e editorial.

Em 2017, a Continente reviu mais uma vez seus passos e atualizou seu projeto editorial com novas seções, que dividem a revista não mais de forma temática, por linguagem artística, e sim por gêneros jornalísticos, como reportagem, artigo, ensaio, crônica, depoimento, perfil, ficção, inédito, entrevista etc. Tais seções se mostram mais flexíveis e dão conta do amplo espectro de atuação da revista, que vai seguir abarcando cada área de criação de forma mais livre, como a arte e as expressões culturais são.

edições anteriores