Clique ao lado para visualizar o sumário da nova CONTINENTE.

Curtas

Coração no meio

Maurício Cavalcanti lança um disco como forma de aplacar a saudade do frevo

TEXTO Marina Pinheiro

01 de Julho de 2021

Encarte de 'Coração no meio' inclui ilustração de Tereza Costa Rêgo

Encarte de 'Coração no meio' inclui ilustração de Tereza Costa Rêgo

Capa Reprodução

[conteúdo na íntegra | ed. 247 | julho de 2021]

contribua com o jornalismo de qualidade

“O frevo foi criado na rua, em plena folia do carnaval”, diz Maurício Cavalcanti, autor do disco Coração no meio. Fevereiro deste ano marcou um ano sem folia de carnaval: aquela de rua, de multidão, levada pelos sons do frevo, maracatu e coco. Na saudade dessa festa, o ritmo se reinventa em produções musicais que vêm descobrindo formas remotas de existir, caso deste álbum, lançado em dezembro de 2020. O projeto foi arranjado pelo maestro Rafael Marques e cantado por jovens músicos, escolhidos por viverem a brincadeira do frevo.

Os intérpretes carregam em suas vozes renovação. São eles: Isadora Melo, Ylana Queiroga, Almério, Flaira Ferro, Amanda Cabral, Isaar, Malu Rizzo, Tonfil, Gabi da Pele Preta e Zé Manoel. Maurício conta ter buscado nomes para além dos conhecidos por faixas carnavalescas, abrindo espaço para a surpresa. E encontra caminhos para repensar as formas de compor o frevo, propondo também que ele seja tocado em qualquer ambiente e época do ano. “É difícil as pessoas o conceberem fora da época do carnaval, então pensei num álbum que passasse o sentimento (da festa), mas que se pudesse ouvir o ano todo”, conta Maurício. 

Coração no meio também se reveste de uma homenagem às cidades-irmãs Recife e Olinda, começando com quatro faixas dedicadas a Olinda e por um poema de Abel Menezes. Ciranda do teu balanço, única canção que foge ao frevo, introduz a segunda parte, dedicada ao Recife. O álbum homenageia ainda personagens da cultura de Pernambuco, como o poeta Carlos Pena Filho, o teatrólogo Fernando Augusto, criador do Mamulengo Só-Riso, e a autora da obra que ilustra a capa do disco, Tereza Costa Rêgo.

As canções de Coração no meio foram escritas junto a Lenival Silveira, Humberto Vieira, Xico Bezerra e Marcelo Varella.

MARINA PINHEIRO é jornalista em formação pela UFPE e estagiária da Continente.

Publicidade

veja também

A terceira

Chão de estrelas

Lunar