Curtas

[Exposição] “Histórias da Terra”

Artista paraibana Marlene Almeida reúne obras inéditas na Galeria Marco Zero

15 de Maio de 2024

Obra inédita 'Terra Profunda III', de Marlene Almeida, em exibição no Recife

Obra inédita 'Terra Profunda III', de Marlene Almeida, em exibição no Recife

Foto Divulgação

Desde a década de 1970, a artista visual paraibana Marlene Almeida desenvolve um projeto de pesquisa, reconhecimento, catalogação e uso de solos (pigmentos minerais) de diferentes regiões do Brasil como pigmentos naturais em suas pinturas. Essa prática artística é permeada pelo ativismo ambiental e, aos 82 anos, ela continua suas investigações e experimentações. Parte dessa produção recente compõe a exposição individual Histórias da Terra, na Galeria Marco Zero, com curadoria de Tereza de Arruda. Com abertura na última quinta-feira (16), às 18h, a mostra reúne cerca de 50 obras inéditas, entre pinturas e esculturas.

Nascida em Bananeiras, no Brejo da Paraíba, Marlene Almeida é uma referência nacional e internacional na criação artística com tintas a partir de pigmentos retirados dos solos, todas produzidas de forma artesanal por ela. Sua produção e forma de pensar o fazer artístico dialogam com práticas ancestrais de se expressar esteticamente a partir dos insumos fornecidos pelo meio ambiente. 

A mostra é majoritariamente composta por obras inéditas, produzidas com a exposição em mente. Para criá-las, a paraibana revisitou vários locais de Pernambuco, coletou mais amostras de solo, podendo compará-las com as que ela já havia recolhido décadas antes, e produziu em abundância. 

A inspiração para compartilhar novos trabalhos veio, também, pela ligação que possui com Pernambuco. Há décadas, ela vem ao estado vizinho da Paraíba para coletar novas amostras de terra, desta vez com um foco na catalogação dos nomes dos locais nos quais as terras foram encontradas, a fim de fazer a organização das cores conforme sua origem e território. Ela explica que, na história da arte, essa prática é comum, e muitas cores têm seus nomes associados aos locais de origem dos solos, como “terra de Siena”, “verde veronese”, entre outras.

Dentre várias obras inéditas, há uma realizada a partir de solos inteiramente pernambucanos. Com quatro metros de largura, Terras de Pernambuco é um mapa do estado preenchido com terras colhidas em todos os 185 municípios pela artista paraibana, devidamente posicionadas no desenho cartográfico. A ligação com o estado se estabeleceu não só através da natureza, mas também pela arte. Na década de 1980, a artista deu aula na Escolinha de Arte do Recife, importante espaço de formação nas artes visuais da cidade.

Nesta sexta-feira (17), às 18h, a artista plástica e a curadora da exposição conversam com o público. No encontro, a artista visual compartilhará suas experiências e abordará o processo de criação. Marlene e Tereza também irão falar sobre o processo curatorial e as obras presentes na exposição. O acesso ao bate-papo é gratuito.

SERVIÇO
Exposição Histórias da Terra, de Marlene Almeida
Onde: Galeria Marco Zero (Avenida Domingos Ferreira, 3393, Boa Viagem, Recife - PE)
Quando: De segunda a sexta, das 10h às 19h; sábado, das 10h às 17h.
Até 30 de junho de 2024
Quanto: Acesso gratuito

Publicidade

veja também

[Megamural] “O Som Nasce na Semente”

[Mostras] “Gráfica Lenta”

Celebração a Osman Lins