Indicações

O "Silêncio Retumbante" de Izidorio Cavalcanti

Artista abre mostra no Mamam neste sábado (6) às 15h

05 de Julho de 2024

Acima, uma das obras da mostra do Mamam sobre ritualidade, cerimônia e liturgia

Acima, uma das obras da mostra do Mamam sobre ritualidade, cerimônia e liturgia

Foto Divulgação

Há 15 anos sem fazer uma individual no Recife, o artista Izidorio Cavalcanti abre a exposição Silêncio Retumbante, neste sábado (6), no Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães (Mamam), das 15h às 17h. A exposição, com curadoria de Rebeka Monita, reúne pintura, escultura, objetos, vídeos, fotografia e performance, trazendo à tona realidades irreconhecíveis, em gesto de subversão.

Questões como ritualidade, cerimônia e liturgia se apresentam como recurso comunicacional, num silêncio onde o gesto, subversivo ou não, tem muito a dizer. “Meditar no trabalho do artista pernambucano Izidorio Cavalcanti é possibilitar ser atravessado por rituais de conversão de símbolos de beleza e de orgulho e também de sublevação. Como diria Achille Mbembe, é um gesto consciente, ‘um sinal que se destina a lembrar o modo como, na política do nosso mundo, morte e vida são definidas em tão estreita relação’”, escreve a curadora.

A mostra traz dez instalações, fotografias, vídeos performances e objetos. Ao longo do período de exibição, Izidorio deve realizar três performances (uma delas no dia da abertura). A exposição traz muitas críticas institucionais ao sistema das artes, às questões raciais e religiosas.

Natural de Gameleira, na Mata Sul de Pernambuco, o artista reside há mais de 40 anos no Recife. Mesmo com essa longa trajetória, ele não faz parte do circuito legitimado da arte no Recife.  "Foram muitas as vezes que fiz provocações com as performances surpresas. Sempre achei estranho fazer arte e não conseguir mostrar na minha cidade. O que estaria por trás disso?”, pergunta-se, num diálogo com a ideia de silêncio contida no título da mostra.

SERVIÇO:
Silêncio Retumbante — Izidorio Cavalcanti 
Quando: sábado (6)
Onde: Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães - Mamam (Rua da Aurora, 265 Boa Vista)
Horário: das 15h às 17h
Visitação até 15 de setembro, de quarta a sexta, das 10h às 17h; sábados e domingos, das 10h às 16h.

veja também

Play Rec realiza curso online

Virtuosi celebra maestro Clóvis Pereira

Claudia Abreu encarna Virginia Woolf