Indicações

[EP] “Jogo de Cintura”

Disco da compositora pernambucana Bell Puã chegou às plataformas na sexta (31), com influências da música preta, popular e nordestina

31 de Maio de 2024

Pernambucana que iniciou trajetória na literatura lança primeiro EP

Pernambucana que iniciou trajetória na literatura lança primeiro EP

Foto Uhgo / Divulgação

"Jogar a cintura para ser autêntica em um mercado que tenta te encaixar em um padrão". É assim que Bell Puã define o conceito do seu primeiro EP, Jogo de Cintura, lançado no dia 31 de maio. A pernambucana, que iniciou sua trajetória na literatura, apresenta um projeto autoral que abarca diversas influências da música preta e popular, dentre elas, brega funk, drill e o repente.

Fazendo da arte um espaço para suas inquietações, a cantora faz um convite para a dança, para a leveza apesar das lutas e desafios diários, além de refletir sobre as pressões da sociedade da hiperprodutividade. Nas seis faixas de Jogo de Cintura, Bell Puã explora sonoridades e referências que expressam subjetividades de um ser em constante (re) evolução seja na sua relação com a arte, com a vida, família e amores.

Historiadora por formação, Bell Puã foi criada no litoral de Recife e atribui à influência do pai a sua paixão por Pernambuco e toda sua diversidade por meio da arte. “Apesar de ser de família indigena paraibana, do Sertão do Cariri, ele foi criado no Recife, no bairro de Beberibe. Meu pai é aquela pessoa que chora ouvindo baião, que valoriza o interior do nosso estado. Aprendi muito com isso”, conta a compositora.

Publicidade

veja também

[Mostra] “Histórias do Cinema Brasileiro”

[Exposição] “A Festa do Fogo - Retrato de um Forró no meu Sertão”

[INSCRIÇÕES] FESTIVAL MOV