Indicações

[DANÇA] ROJAS

Grupo Coletiva lança, nas plataformas digitais, 'audio performance' no Dia Internacional da Dança (29)

24 de Abril de 2024

Rojas surge da caminhada de mulheres em vermelho

Rojas surge da caminhada de mulheres em vermelho

Foto Walton Ribeiro

Resultado de uma pesquisa artística realizada pelo Grupo Coletiva - que busca questionar o privilégio da visão em detrimento de outros sentidos na fruição das artes performáticas -, surge a arte sonora Rojas. A audio performance será lançada na segunda-feira (29), Dia Internacional da Dança, nas plataformas digitais do grupo, que contou com parceria da artista e audiodescritora Andreza Nóbrega e do artista da dança e da música Marcelo Sena.

A audio performance é resultado do acompanhamento de um grupo de mulheres que caminham pelas ruas do Recife com seus corpos repletos de tinta vermelha. Segundo Bruna Mascaro, integrante da Coletiva, essa ação vem junto a uma provocação: "Quais as danças possíveis? Considerar que fruimos uma performance apenas quando enxergamos através da visão do corpo em movimento não seria reduzir nossa compreensão sobre as possibilidades da dança?". A proposta é investigar justamente o visocentrismo, isto é, a prevalência de um modo de agir e de conhecer o mundo centrado na visão, que coloca à margem outros sentidos e modos de percepção.

A audio performance é ainda resultado de uma pesquisa mais ampla, que buscou pensar o recurso da audiodescrição como vetor para criações artísticas em dança e performance. O projeto também contou com a realização do curso gratuito intitulado “Audiodescrição: experimentos e subversão em performance”, ministrado por Andreza Nóbrega no Paço do Frevo, voltado para pessoas com e sem deficiência visual.

SERVIÇO
Lançamento da audioperformance Rojas
Quando: 29 de abril
Onde: Nas plataformas digitais da Coletiva: https://coletiva.site
https://www.instagram.com/coletivacoletivacoletivaco/

 

 

veja também

Play Rec realiza curso online

Virtuosi celebra maestro Clóvis Pereira

Claudia Abreu encarna Virginia Woolf