Clique ao lado para visualizar o sumário da nova CONTINENTE.

Indicações

[Mostra] A história de uma alma

Cinemateca Pernambucana exibe, durante o mês de agosto, 11 filmes que demonstram a história da produção audiovisual pernambucana

TEXTO Revista Continente

29 de Julho de 2021

A mostra inclui o filme 'O canto do mar' (1953), de Alberto Cavalcanti

A mostra inclui o filme 'O canto do mar' (1953), de Alberto Cavalcanti

Foto Divulgação

História de uma alma é o nome de um filme recifense dirigido por Eustórgio Wanderley, no ano de 1926, quando foi entendido pela crítica como um símbolo de "incontestável progresso" na produção cinematográfica local. Através dessa e de outras obras, a Fundaj nomeia a mostra A história de uma alma: uma coleção de filmes de Pernambuco, que estará disponível, durante todo o mês de agosto, gratuitamente, no portal da Cinemateca Pernambucana. São 11 registros feitos ao longo do último século, em exibição.  A curadoria, incluindo títulos como Veneza Americana (1925), Aruanda (1960) e Isso é que é (1974) foi feita em parceria com a Cinelimite, organização de incentivo ao intercâmbio cultural entre os Estados Unidos e o Brasil. Apoiando essa troca, a programação oferece legendas em inglês para todos os filmes. Assista abaixo a trecho de Aruanda (1983), curta de Linduarte Noronha selecionado:

Publicidade

veja também

[Memória] Livro relembra o espaço de arte Bcubico

[Teatro] pa(IDEIA) – pedagogia da libertação

[Live] Pra Mateuz Poder Dançar e Quintal do Mundo