Clique ao lado para visualizar o sumário da nova CONTINENTE.

Indicações

[Livro] Repórter

As memórias vívidas de Seymour Hersh em livro

TEXTO Revista Continente

03 de Julho de 2019

Foto reprodução

“Sou um sobrevivente da Era de Ouro do jornalismo”, começa a contar o jornalista investigativo norte-americano Seymour M. Hersh, no seu livro de memórias Repórter (Todavia). Uma leitura vívida e esclarecedora dos processos de apuração que levam profissionais obstinados a revelarem fatos que o poder pretende esconder e que são fundamentais à manutenção da democracia. Hersh, assim como Glenn Greenwald está fazendo agora no Brasil, foi responsável por reportagens que apontavam as redes de influência e corrupção na Casa Branca, como em The Price of Power: Kissinger in the Nixon White House. Em 2004, foi ele quem revelou as práticas de tortura pelos militares dos EUA a prisioneiros na prisão iraquiana de Abu Ghraib. Foram oito livros publicados, muitos dos quais premiados, numa carreira que vale a pena conhecer a partir dessa narrativa pessoal e cheia de detalhes de bastidor.

Publicidade

veja também

[Circo] Oficina remunerada para circenses

[Livros] 'A casa vazia' e 'A invasão da bebê gigante'

[literatura] Livro das lamúrias