Clique ao lado para visualizar o sumário da nova CONTINENTE.

Indicações

[Livro] A dakimakura flutuante

TEXTO Revista Continente

15 de Agosto de 2017

'A dakimakura flutuante', livro de Camillo José

'A dakimakura flutuante', livro de Camillo José

Foto Divulgação

Uma dakimakura é “um travesseiro em tamanho família que os japoneses usam para ficar abraçados”. Foi de uma postagem em um blog português (acompanhada da imagem que circulava na internet do tal objeto insólito) que Camillo José teve a ideia para o título de seu segundo livro de poesia: A dakimakura flutuante. O jovem autor pernambucano, atualmente uma das vozes mais originais da poesia experimental, já havia publicado Chave de espadas (2013), pela editora Patuá. Neste mais recente, publicado pela Cepe Editora, ele nos apresenta referências que mesclam elementos da cultura nipônica, estética vaporwave, glitch art, citações de filmes cult, desenhos animados e memes da internet, numa poética sui generis, que remete a um caleidoscópio. Com a publicação, Camillo venceu o 4º Prêmio Pernambuco de Literatura.

Publicidade

veja também

[Oficina] Mapas afetivos

[Clipe] Juliana Linhares lança ‘Frivião’

[Exposição] AGORA: Right Now