Clique ao lado para visualizar o sumário da nova CONTINENTE.

Entrevista

“O inconsciente é o meu terreno, meu território”

Aos 84 anos e vacinado em primeira dose contra a Covid-19, encenador José Celso Martinez Corrêa se mantém envolvido em vários projetos

TEXTO MÁRCIO BASTOS
FOTOS JENNIFER GLASS

03 de Maio de 2021

Aos 84 anos, Zé Celso se mantém envolvido em vários projetos

Aos 84 anos, Zé Celso se mantém envolvido em vários projetos

Foto Jennifer Glass

[conteúdo na íntegra ed. 245 | maio de 2021]

contribua com o jornalismo de qualidade

José Celso Martinez Corrêa entende o teatro como um espaço sagrado, capaz de ressignificar a relação das pessoas com o entorno, com o tempo, consigo e com os outros. Aos 84 anos, completados no último dia 30 de março, mantém-se vibrante, ativo, atento, envolvido em vários projetos e sempre esperançoso por dias melhores. Há seis décadas em atividade com o Teatro Oficina Uzyna Uzona, o artista paulista, um dos maiores símbolos das artes cênicas do Brasil, semeia nesse campo frutífero ideias de liberdade, amor, desejo e solidariedade, posicionando-se na contramão de posturas autoritárias e discriminatórias.

CONTEÚDO NA ÍNTEGRA
NA EDIÇÃO IMPRESSA E DIGITAL (APP)*

*Edição digital para assinantes e venda avulsa, a R$ 8,99

Publicidade

veja também

Homens do Gesso

Nordeste ficção

Um olhar sobre os “tempos sombrios”