Clique ao lado para visualizar o sumário da nova CONTINENTE.

Indicações

[Dança] Meia noite

Espetáculo solo do bailarino Orun Santana revela sua relação com seu pai e mestre através da capoeira

TEXTO Revista Continente

28 de Maio de 2019

O bailarino pernambucano Orun Santana

O bailarino pernambucano Orun Santana

Foto Hannah Carvalho

Nesta sexta-feira (31/5), estreia o espetáculo Meia Noite, do bailarino e pesquisador em dança, arte e cultura negra Orun Santana. A apresentação solo, que acontece nos meses de junho e julho no Teatro Arraial Ariano Suassuna, centro do Recife, é um retrato da relação entre Orun e seu pai, Gilson Santana, mestre de capoeira, bailarino e educador conhecido como Meia-noite. Assim, através do movimento dramaturgo da capoeira, Orun se apropria de questões sobre memória, corpo, identidade e negritude para revisitar esta conexão entre pai e filho, entre mestre e discípulo. Meia Noite, enfim, não só revela a trajetória do bailarino e sua própria experiência em fazer da arte e dança, como também potencializa o corpo negro como político e transformador. O espetáculo fica em cartaz até o dia 6/7, sempre às sextas e aos sábados, às 20h, com ingressos a R$20 (inteira) e R$10 (meia). Mais informações estão no site do evento no Facebook.

 

 

Publicidade

veja também

[OFICINA] Trela

[Série] Olhos que condenam

[Fotografia] O Jogo da Bola

comentários