Clique ao lado para visualizar o sumário da nova CONTINENTE.

Indicações

[Pesquisa] Saberes e práticas das parteiras

A construção de um inventário para que o ofício das parteiras se torne patrimônio cultural do país

TEXTO Revista Continente

02 de Março de 2020

Foto Eduardo Gueiroga

Uma parceria entre o Iphan e a UFPE está viabilizando a pesquisa Saberes e práticas das parteiras tradicionais do Brasil, em curso no Amapá, Maranhão, Goiás, Minas Gerais e em solo pernambucano. A ideia é construir um inventário para que o ofício das mulheres que devotam suas existências a trazer outras vidas ao mundo seja reconhecido como patrimônio cultural do país. Sob a coordenação de Elaine Müller, do Departamento de Antropologia e Museologia da UFPE, e da antropóloga Júlia Morim e com documentação fotográfica de Eduardo Queiroga, a pesquisa tem caráter etnográfico e histórico e vem se desenvolvendo em reuniões de mobilização e articulação social nas quais as parteiras difundem seu legado de resistência. O Instituto Nômades e o Grupo Curumim, entidades ligadas à difusão das atividades das parteiras, também estão no projeto. Informações podem ser enviadas para inventarioparteiras@gmail.com.

Publicidade

veja também

[Animação] BoJack Horseman

[Disco] Cantoras interpretam Gilvandro Filho

[Série] Nós, humanos, em estudo

comentários