Clique ao lado para visualizar o sumário da nova CONTINENTE.

Arquivo

Outras linguagens tatuadas

TEXTO Julio Cavani

01 de Novembro de 2010

A capa do disco 'Tattoo you' (1981), dos Rolling Stones, ajudou a disseminar a tatuagem

A capa do disco 'Tattoo you' (1981), dos Rolling Stones, ajudou a disseminar a tatuagem

Imagem Divulgação

[conteúdo vinculado à reportagem de capa | ed. 119 | novembro 2010]

Em diversas expressões artísticas, a tatuagem surge como referência.

TELEVISÃO
Além dos reality shows Miami Ink LA Ink, que se passam em estúdios de tatuadores dos Estados Unidos, a tatuagem apareceu com destaque em novelas como Guerra dos sexos (em que o ator Mário Gomes mostrava sua gaivota no peito), Garota douradaCambalachoOlho por olho e O mapa da mina (citadas no livro O Brasil tatuado), entre outras. Recentemente, a atriz da TV Globo Alinne Morais posou para a capa da edição brasileira da Rolling Stone com o corpo todo pintado pelo tatuador Jun Matsui (mas era uma pintura superficial, não definitiva).

ARTE CONTEMPORÂNEA
Em 1999, o pavilhão da Eslováquia na Bienal de Veneza não exibiu o trabalho de um artista, mas de vários. As curadoras Petra Hanakova e Alexandra Kusa convidaram 46 tatuadores para mostrar seus trabalhos nas paredes da sala. No centro do espaço, o público era convidado a tatuar uma das figuras em si, de graça, e carregar a arte no corpo durante a vida inteira. O projeto também se propunha a questionar as divisões entre alta e baixa cultura.

Tatuadores, no entanto, ainda não são convidados a participar de grandes exposições na condição de artistas, mas a tatuagem esteve presente em momentos pontuais nas últimas décadas. Em Paris, o Centro Georges Pompidou, por exemplo, um dos maiores museus de arte moderna do mundo, produziu uma exposição sobre o assunto, intitulada Tatouages, no ano de sua fundação, em 1977.


A artista olindense Juliana Notari pintou tatuagens em bebês de brinquedo, no projeto apresentado no 46º Salão de Artes Plásticas, em 2004. Foto: Divulgação

O artista espanhol Santiago Sierra, polêmico, mas consagrado no circuito internacional, realizou uma série de trabalhos que consistiam em tatuar uma linha horizontal nas costas das pessoas, que recebiam 50 dólares em troca para ficarem marcadas para o resto da vida. Em 1998, fez isso com trabalhadores mexicanos. Em 1999, repetiu a operação com cubanos. No ano 2000, foi a vez de prostitutas. Uma de suas provocações era mostrar até que ponto pessoas com necessidades financeiras se venderiam por pouco dinheiro.

A artista olindense Juliana Notari simulou tatuagens sobre o corpo de bebês de brinquedo no projeto Innerensteren, apresentado no 46º Salão de Artes Plásticas em 2004. As bonecas, que representavam crianças, também eram mostradas em posições sexuais, numa abordagem sobre os valores culturais da sociedade. Os desenhos reproduziam órgãos internos do corpo humano, transportados para a superfície da pele.

Artistas plásticos também costumam elaborar procedimentos particulares na hora de se tatuar. A pernambucana Juliana Calheiros fez nas costas uma linha vertical reta, que segue do cóccix até a nuca. A acriana Daniela Brilhante, que vive e trabalha no Recife, tatuou desenhos feitos por amigos, reproduzidos pelo tatuador Leo Resende. Uma das figuras faz parte do concurso Mickey Feio, que ela desenvolveu como integrante do grupo Valdisney, um projeto exibido em instituições como o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro e a Fundação Joaquim Nabuco.

MODA
As grifes e os estilistas internacionais têm incorporado cada vez mais as tatuagens dos modelos em desfiles e ensaios fotográficos. para elaborar um novo conceito, a encomendou ao artista ari marcopoulos (frequentador do circuito de arte contemporânea) um curta-documentário sobre um tatuador americano, exibido na internet. na última semana de moda masculina de milão, diversos modelos desfilaram com seus adornos corporais à mostra, para grifes como louis vuitton, frankie morello e versace, como tendências para o verão de 2011. a emporio armani explorou bastante os braços ornamentados de David beckham numa recente campanha de cuecas (diversos jogadores de futebol ostentaram suas marcas braçais na última copa do mundo, como o italiano fabio cannavaro, os eslovacos Juraj kucka e vittek, o australiano tim cahill, o uruguaio Diego lugano e os portugueses Hugo almeida e raul meireles).

CINEMA
Seria possível fazer um festival só com filmes que abordam a tatuagem direta ou indiretamente. um dos exemplos é o longa neozelandês O amor e a fúria, de lee tamahori, um dos responsáveis pelo resgate da cultura maori na década de 1990. recentemente, David cronenberg retratou as tatuagens da máfia russa em londres com Os donos do crime. este ano, os músculos coloridos de sylvester stallone e mickey rourke aparecem em Os Mercenários, filmado no rio de Janeiro.

Em 2011, o tema estará presente em dois filmes que serão realizados em pernambuco: o longa Tatuagem, de Hilton lacerda, sobre o grupo de teatro vivencial Diversiones; e o curta Sob a pele (título provisório), de pedro sotero, sobre um homem que vê imagens em movimento no corpo de uma namorada.


A atriz Angelina Joulie possui cerca de 10 tatuagens espalhadas
pelo corpo, algumas em homenagem aos seus filhos.
Foto: Divulgação

Na cinematografia mundial, as tatuagens ainda têm presença-chave em filmes como AmnésiaMoby DickTattoo, PapillonDragão vermelhoAvatar Tropa de elite, em que policiais se tatuam com o horrível símbolo do bope.

MÚSICA
Foi-se o tempo em que as tatuagens eram associadas apenas ao rock. num passado recente, capas de discos de bandas como rolling stones (Tattoo you, 1981) e sublime (Sublime, 1996) ajudaram a disseminar a linguagem em todo o mundo, assim como os corpos dos músicos do red Hot chili peppers, mas hoje é possível ver figuras na pele de artistas de pagode, da música clássica e de gêneros os mais diversos. no recife, o tatuado em maior evidência hoje é o cantor João do morro, revelação nacional, sucesso nas periferias e no bairros nobres, que exibe uma grande tatuagem no lado direito do corpo. o desenho, de estilo tribal, começa no pescoço e percorre todo o seu braço. na música clássica, apesar do formalismo visual do meio erudito, chamam a atenção as três tatuagens da violinista carioca antonella pareschi, solista da orquestra do teatro municipal do rio de Janeiro. entre os herdeiros do manguebeat, são visíveis as intervenções visuais na pele de otto, Zé cafofinho e pupilo, baterista da nação Zumbi, que tem um retrato de chico science eternizado no ombro. o cantor Grilowsky foi mais conceitual e escreveu no braço uma palavra em linguagem braile. na mpb, chico buarque (“Quero ficar no teu corpo/ feito tatuagem”), caetano veloso (“menino do rio/ Dragão tatuado no braço”) e nelson cavaquinho (“o meu único fracasso/ está na tatuagem do meu braço”) também ajudaram a divulgar a arte. 

JULIO CAVANI, jornalista, repórter do Diario de Pernambuco, escreve sobre cinema, música e artes visuais.

Leia também:
Ilustrados: Sob as regras do seu seu próprio universo

Publicidade

veja também

Pierre Verger: Registros de um Brasil à época desconhecido

[Entrevista] Mauro Rosso

Teste WEB INTERNO DEV (Hugo Campos)

comentários