Clique ao lado para visualizar o sumário da nova CONTINENTE.

Indicações

[Livro] Montez Magno: poeta, artista, camaleão

Cepe Editora lança perfil biográfico deste que foi consagrado como um dos grandes nomes da arte contemporânea brasileira

TEXTO Revista Continente

18 de Abril de 2018

Imagem recente de Montez Magno em sua residência, no Recife

Imagem recente de Montez Magno em sua residência, no Recife

Foto Daniel Rozowykwiat/Cepe

"Ao menos que sejamos eremitas, a nossa vida é sempre assim, feita de muitas outras", escreve a jornalista e curadora Olívia Mindêlo, editora da Continente Online, na introdução do livro Montez Magno: poeta, artista camaleão, um "perfil biográfico", como a própria autora descreve sua obra. A publicação faz parte dos recentes lançamentos da Companhia Editora de Pernambuco (Cepe), como parte da Coleção Memória. A frase, escrita ainda nas primeiras páginas da publicação, sintetizam as 11 entrevistas, de duas horas e meia, que serviram de base para a construção do livro, além de cartas, cartões, católogos e tantas outras coisas pesquisadas dentro do próprio arcevo pessoal do poeta. Montez Magno, de 83 anos, é um dos expoentes da arte contemporânea, tendo suas obras atravessado os limites do Recife e de seu cidade-natal, Timbaúba, para fora. É, também, um camaleão, como o nome sugere, tendo transitado em pinturas, instalações, objetos, mas, segundo escreve Olívia, é na poesia que Montez Magno permite um olhar mais profundo de seu próprio ser. A Cepe também lança da Coleção Memórias este mês uma biografia sobre outra personalidade pernambucana, a pintora Tereza Costa Rêgo, escrita por Bruno Albertim. À venda a partir do dia 19/4 na loja da Cepe.


Foto de Montez Magno aos 28 anos, usada na capa do livro.
Imagem: Acervo do artista

Publicidade

veja também

[Álbum] Do meu coração nu

[Livro] Numezu

[Podcast] Budejo

comentários