Clique ao lado para visualizar o sumário da nova CONTINENTE.

Indicações

[Filme] Estou me guardando para quando o Carnaval chegar

Documentário sobre a indústria do jeans, em Toritama, agreste de Pernambuco, tem pré-estreia com debate no Cinema da Fundação

TEXTO Revista Continente

28 de Junho de 2019

Foto Carnval Filmes/Divulgação

O que nos define é o que somos ou o que fazemos? Se a lógica de Descartes – “Penso, logo existo” – foi reconfigurada pelos ventos capitalistas para “trabalho, logo sou alguém”, somos donos do nosso próprio tempo ou reféns da ilusão do empreendedorismo que nos torna patrões de nós mesmos? Dúvidas como essas surgem em Estou me guardando para quando o Carnaval chegar, do cineasta pernambucano Marcelo Gomes, em cartaz nesse mês - leia a nossa entrevista com o diretor na Berlinale 2019. Gomes aborda a indústria do jeans de Toritama, no agreste de Pernambuco, e a vida das pessoas que estão por trás das milhares de peças confeccionadas por mês (consta que de lá saem 20% da produção nacional). Nesse documentário, o realizador adota um viés afetivo: é ele quem narra, rememorando as visitas que fazia à cidade acompanhando o pai, assumindo o papel de entrevistador, tal qual Eduardo Coutinho, e questionando o neoliberalismo feroz. O Cinema da Fundação (Derby) exibe nesta próxima quarta (10/7), às 20h, a pré-estreia do filme seguida com debate com diretor e equipe. Mais informações estão no evento do Facebook.

Publicidade

veja também

[Cinema] 3º Engenho de Imagem

[Exposição] Mostra de HQs

[oficina] Mexe com tudo

comentários