Clique ao lado para visualizar o sumário da nova CONTINENTE.

Indicações

[Dança] Ona Omi - Caminho das águas

Cia. Daruê Malungo (PE) inicia temporada de espetáculo recente que mergulha, através do corpo cênico, na saga e no sofrimento de negros africanos escravizados no Brasil

TEXTO Revista Continente

25 de Outubro de 2017

Luz, figurino, música e direção atribuem à apresentação uma perspectiva contemporânea à dança afro

Luz, figurino, música e direção atribuem à apresentação uma perspectiva contemporânea à dança afro

Foto Divulgação

A vida dos negros africanos, desgarrados de seus berços, raptados pela ganância branca, já era complicada e difícil antes mesmo de desembarcar na colônia. Muitos nem sequer chegavam: morriam como bichos nos porões das caravelas europeias. É sobre esse caminho e essa chegada, sobre esse passado mortífero, essa saga de sofrimento que se trata o espetáculo Ona omi – Caminho das águas, da Cia. de Dança Daruê Malungo (PE). O estado da dança é contínuo, de modo que os bailarinos permanecem no palco até o fim, sob luz, figurino, música e direção que atribuem uma perspectiva contemporânea à dança afro. O grupo se apresenta no Teatro Arraial Ariano Suassuna (Rua da Aurora, 457, Boa Vista), nos dias 27 e 28 de outubro, dando sequência à temporada nos dias 3, 4, 10, 11, 17 e 18 de novembro, no mesmo local. As apresentações são sempre às sextas e aos sábados, às 20h. Os ingressos custam R$ 20 e R$ 10 (meia). Não deixe de ir, o trabalho acrescenta a uma pauta que está na ordem do dia.

Publicidade

veja também

[Filme] O poço

[Animação] BoJack Horseman

[Disco] Cantoras interpretam Gilvandro Filho

comentários