Clique ao lado para visualizar o sumário da nova CONTINENTE.

Indicações

[Artes visuais] A trajetória de Rodrigo Braga

Trajetória do artista é contada no primeiro volume da coleção 'Geração de um Pernambuco contemporâneo'

TEXTO Revista Continente

30 de Outubro de 2019

Rodrigo Braga na performance 'Comunhão' (2006)

Rodrigo Braga na performance 'Comunhão' (2006)

Foto Divulgação

A trajetória artística de mais de 20 anos de Rodrigo Braga é contada no primeiro volume da coleção Geração de um Pernambuco contemporâneo. A obra conta com ensaios de Rebeka Monita, organizadora da coleção, da pesquisadora Maria do Carmo Nino e, também, do artista e professor Marcelo Coutinho. Rodrigo se destacou nas artes visuais através da sua potência alegórica. Situado na "Geração 00" do Recife, ele ficou conhecido por seu trabalho imagético, que mescla performance, vídeo e fotografia como ferramenta para abordar questões do corpo, do meio ambiente e dos centros urbanos. Essa temática é explorada em trabalhos como Comunhão (2006), Tônus (2012) e Os olhos cheios da terra (2018). O lançamento do livro acontece às 19h de sexta (1/11), no Museu do Estado de Pernambuco, no Recife. 

Publicidade

veja também

[Espaço Cultural] Casarão Magiluth

[Exposição] Arno Fischer

[Exposição] ‘Concreto-Corpóreo’

comentários