Clique ao lado para visualizar o sumário da nova CONTINENTE.

Curtas

UPTOWN BAND

Grupo pernambucano de blues faz show de lançamento de álbum que marca seus 21 anos de carreira

TEXTO Revista Continente

06 de Dezembro de 2018

Quinteto se apresenta a partir das 18h, no Teatro Riomar, em show com participações especiais e surpresas

Quinteto se apresenta a partir das 18h, no Teatro Riomar, em show com participações especiais e surpresas

Foto Divulgação

A Uptown Blues Band chega à “maioridade”, 21 anos, como uma das mais destacadas bandas do gênero no Brasil. O grupo celebra o feito, afinal mantém-se em atividade numa região riquíssima musicalmente, o que significa forte concorrência com outros estilos musicais. No próximo domingo (9), lança Uptown Band & Friends – 21 anos de Blues – 1997 – 2018 com show no Teatro Riomar, às 18h. O álbum representa bem aquilo que o baterista e líder da banda, Giovanni Papaleo, vem realizando nessas duas décadas, aglutinar grandes nomes nacionais e internacionais da música em torno do gênero.

As participações especiais do disco formam um dream team musical: Airto Moreira (percussão), Roberto Menescal (violão), Victor Biglione (guitarra), Rick Estrin (gaita), Guy King (guitarra), Donny Nichillo (piano), Billy Branch (gaita), Mark Rapp (trompete), Bex Marshall (guitarra), Femi Temowo (guitarra), Claudio Infante (bateria), Billy Branch (gaita), Karl Dixon (voz), Netto Rockfeller (guitarra) e Raphael Wressnig (teclado).

A presença de todos esses artistas é uma prova da conexão que a Uptown Band estabeleceu com o circuito blueseiro nacional e internacional, ao surgir em 1997, inserindo Recife na rota de shows desse gênero musical. “Sempre gostei muito de jazz, blues e rock. No Recife, na época, já tinha uma cena de jazz e de rock, mas não de blues. Aliando isso ao fato de que Tito Livio (Downtown Pub) me convidou para realizar na época um projeto de blues, isso foi a fagulha que faltava como incentivo. Surgiu a Uptown Band”, lembra Giovanni Papaleo.

Segundo o baterista, ainda hoje é muito mais difícil tocar blues no Nordeste do que no Sul. “Aqui temos uma cultura popular muito rica e forte e os estilos musicais estrangeiros ficam em segundo plano, principalmente para patrocínios oficiais”, afirma. Fora essa concorrência, ainda há o preconceito contra esse gênero musical. “Isso ocorre principalmente pelo desconhecimento do que é o blues. O interessante é que o blues é simplesmente a célula-mãe da música pop em nível mundial”, analisa o músico.

Apesar das dificuldades, a Uptown Band foi eleita pelo Prêmio Profissionais da Música como a melhor banda de blues do Brasil de 2018 – única banda do gênero no Nordeste a receber essa distinção. “Por esse trabalho diferenciado e pioneiro, temos nosso trabalho muito reconhecido no sul e no exterior, como uma das referências da cena do blues brasileiro. Temos no Recife uma cena com bons músicos e que se fortalece a cada dia e ficamos felizes de sermos os pioneiros dessa cena e de termos incluído o Nordeste no seleto circuito de shows de nível internacional que antes era restrito ao Sul”, destaca Papaleo.

Nessas duas décadas, vários músicos passaram pela Uptown Band, que representou uma espécie de escola para diversos desses instrumentistas. Hoje a sua formação conta com Adriana Papaleo (voz), Ed Staudinger (teclados), Emerson Andrade (contrabaixo), Giovanni Papaleo (bateria) e Thomaz Lera (guitarra e voz), e tem frequentes participações dos músicos Jackson Rocha Jr (contrabaixo), Daniel DaniBoy Diniz (guitarra) e João Vilela (gaita).

O show de lançamento do álbum terá como convidados especiais os músicos Derico Sciotti (saxofone), Lancaster (guitarra), George Israel (sax), João Neto (guitarra), Samucka (percussão), Adilson Bandeira (clarinetista) e Anderson Galindo (sax). A entrada custa R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia).

Publicidade

veja também

O país dos 6 Berlusconis

Oferenda

Baile do Menino Deus

comentários